Fórmula 1 Grande Prémio do Canadá
2021
Informação sobre o circuito

 

O Grande Prémio do Canadá realiza-se no centro da cidade de Montreal, numa ilha artificial no rio Saint Lawrence, na ilha de Notre-Dame. A ilha foi construída especialmente para a Exposição Universal de 1967 e acolheu mais tarde, uma parte dos eventos dos Jogos Olímpicos de Verão em 1976. Quando os circuitos anteriores foram considerados perigosos, encontrou-se uma solução rentável e o Grande Prémio foi transferido para a Ilha de Notre-Dame. O circuito recebeu o seu nome actual, Circuito Gilles Villeneuve, após a morte trágica do amado piloto canadiano de Fórmula 1 em 1982.


O circuito é um circuito rápido graças a uma combinação de curvas rápidas e lentas e rectas longas. Foi concebido para as corridas de automóveis mas é uma estrada pública no resto do ano. Como tal, as barreiras encontram-se frequentemente próximas da pista e muitos pilotos experientes foram apanhados por ela. A parte mais famosa do circuito é a parede situada no exterior da saída da última chicana. A parede chamava-se antes “Parede de Quebeque” (Quebec Wall) devido ao sinal “Bem-vindo a Quebeque” pintado na mesma. Desde 1999 que a parede tem a alcunha de “A Parede dos Campeões” (The Champions Wall) já que três campeões mundiais de F1 terminaram as suas corridas na parede, Michael Schumacher, Damon Hill e Jacques Villeneuve.


Apesar destas dificuldades, os pilotos gostam muito deste circuito já que se encontra entre os poucos circuitos onde é possível ultrapassar, sendo este um dos principais aspectos de uma corrida cheia de acção. Os magníficos arredores do circuito e o ambiente excepcional da cidade de Montreal fazem com que este Grande Prémio seja a escolha perfeita para todos os fãs de Fórmula 1 que consideram viajar para o estrangeiro.


Compre os seus bilhetes com antecedência já que os bilhetes para as tribunas principais e de entrada geral são limitados!